A enigmática função do sofrimento

Ainda há muito pouca compreensão acerca da função do sofrimento. Ele pode tanto lapidar uma alma quanto embotá-la. No caso primeiro, a pessoa cresce em sensibilidade, intensidade e compreensão; no segundo, quase o oposto se sucede: a pessoa endurece, fica superficial e sem vida ou mortificada. Este é um dos principais desafios da existência, conseguir transcender o sofrimento e neste mesmo movimento, transcender a si mesmo. É neste ir além que esta a oportunidade da revolução. De fato, temos aí esta dicotomia entre a revolução, quando crescemos com a dor, e a revolta, quando a dor nos torna mais obtuso. E por incrível que pareça, a escolha é sua! Compreender, transformar e transcender, como numa alquimia, retirar do chumbo, ouro!

(Fred Max)

0 visualização

21985154767

©2020 por Atendimento Psicológico Centro Niterói. Orgulhosamente criado com Wix.com